Sustentabilidade em Foco: AGEMS certifica mais de 200 alunos em projeto de educação ambiental em três cidades de MS

Categoria: Geral | Publicado: segunda-feira, junho 3, 2024 as 16:52 | Voltar

Apresentação do projeto em escola estadual de Bataguassu.

A Agência Estadual de Regulação (AGEMS) promoveu um projeto abrangente de educação ambiental nas escolas estaduais de três municípios de Mato Grosso do Sul. Ao todo, 227 estudantes e 13 profissionais da educação foram certificados por participarem das atividades do projeto desenvolvido pela diretoria de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos.

O objetivo da agência é propagar a conscientização ambiental aos cidadãos sul-mato-grossenses e proporcionar na prática a experiência de cuidar do meio ambiente de forma mais efetiva. Representaram a diretoria nessa missão ambiental, os engenheiros ambientais Danielle Adma e João Lucas a analista de regulação e psicóloga Nauristela Paniago, e a advogada Tarsilla Francesca.

Educação ambiental nas escolas

Programa de educação ambiental em Brasilândia.

A equipe da AGEMS apresentou o projeto aos alunos sobre as relações entre o saneamento básico, o meio ambiente, a sustentabilidade, a cidadania e a saúde coletiva, desafiando os estudantes a inserirem, no seu cotidiano, 10 missões básicas que eles também podem compartilhar com suas famílias. Dentre as missões, estão, economizar energia, usar de preferência produtos recicláveis, separar e reciclar esses produtos, evitar desperdício de água entre outros objetivos. São as missões que os tornam um agente AGEMS em Ação.

Para o diretor-presidente da AGEMS, Carlos Alberto de Assis, a educação ambiental é um pilar fundamental para garantir um futuro sustentável para as próximas gerações. 

“Ao falar e ensinar sobre questões ambientais nas escolas, estamos não apenas transmitindo conhecimento, mas também cultivando valores e comportamentos que promovem o respeito e a preservação do meio ambiente. É essencial que nossos jovens compreendam a importância de cuidar do planeta em que vivemos e se sintam capacitados para tomar medidas em prol da conservação ambiental. Nós como AGEMS, acreditamos que investir na educação ambiental é investir no futuro de nosso planeta e de toda a humanidade”, afirma Assis.

Agente AGEMS Em Ação

Estudantes da Escola Estadual José Ferreira de Lima em  Santa Rita do Pardo.

Os estudantes foram orientados a acessar os canais de atendimento da AGEMS, e indicarem para familiares ou comunidade, para entenderem melhor como funciona a Agência de Regulação e os serviços regulados disponibilizados para toda a comunidade. Os estudantes também receberam a identificação de Agente AGEMS em Ação, aumentando ainda mais o time de estudantes protagonistas que cuidam do meio ambiente, do saneamento básico, gerando a cidadania ativa.

“Foram momentos preciosos para nossa equipe, estar com esses jovens em dias de muito aprendizado. Em cada ação feita nos municípios, é evidente a importância do nosso trabalho e também das empresas delegadas, tanto para manter a adesão da população a serviços como a coleta seletiva, à ligação aos serviços de esgoto, como para esclarecer dúvidas e orientar sobre os canais de acesso disponíveis aos cidadãos, como forma de controle social, seja para reclamações, informações ou solicitações. Nesse contexto, destacamos o protagonismo dos estudantes e seu potencial como disseminadores de conhecimentos e habilidades, e também das instituições de ensino e os profissionais de educação que são nossos aliados essenciais, já pensando em expandir o debate sobre a gestão dos recursos naturais e as crises climáticas”, explica a diretora de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos da AGEMS, Iara Marchioretto.

Meio Ambiente nos municípios

No município de Bataguassu, a AGEMS colaborou com a Superintendência Municipal de Meio Ambiente no Projeto Piracema, uma iniciativa destinada a promover a educação ambiental em escolas locais. A agência compartilhou conhecimentos sobre saneamento básico, sustentabilidade e cidadania, desafiando os alunos a adotarem práticas sustentáveis em suas vidas diárias.

“Gostaria de agradecer a AGEMS por seu apoio e participação em nosso projeto de Educação Ambiental. O Projeto Piracema já é um sucesso em nossa região e a expertise e comprometimento da AGEMS abrilhantaram ainda mais este dia. Muito obrigada por colaborar conosco em prol da preservação do meio ambiente”, comenta a superintendente de Meio Ambiente, da Prefeitura Municipal de Bataguassu, Camila Facholi.

Em Brasilândia, a AGEMS estendeu sua colaboração com uma palestra interativa na Escola Estadual Adilson Alves da Silva. Além de abordar questões de saneamento básico e meio ambiente, a agência realizou uma oficina prática de separação de resíduos, reforçando a importância das campanhas municipais de reciclagem. Também foram destacados os serviços da AGEMS para os usuários de energia elétrica, serviço também regulado pela Agência em concessão com a Aneel.

Palestras e atividades

De acordo com o professor Pablo Antônio Chiari, a palestra foi interessante e bem apresentada pelos palestrantes, de forma que permitiu aos estudantes um aprofundamento sobre o saneamento básico e métodos sustentáveis.

“Através dessa ação, foi possível auxiliar os alunos no entendimento a respeito do descarte de rejeitos e resíduos, assim como sua separação. De forma geral, foi uma apresentação inteligente e de muita valia para os estudantes. Aliás, eles gostaram da certificação, se sentiram incluídos”, comenta o professor.

Já em Santa Rita do Pardo, a AGEMS continuou seu trabalho em parceria com a Secretaria de Educação do Estado na Escola Estadual José Ferreira de Lima. Os servidores promoveram uma palestra sobre saneamento básico e sustentabilidade, além de demonstrar o Método Takakura de Compostagem, alinhado com os projetos de horta escolar. Mais uma vez, os benefícios da tarifa social foram destacados, visando apoiar famílias em situação de vulnerabilidade.

Diretora Adjunta Cristina Aparecida da Silva da escola estadual agradeceu a AGEMS pela parceria juntamente com a SED, envolvendo as escolas estaduais nas atividades de Educação Ambiental, que fornecem conhecimento importantíssimo sobre a sustentabilidade a todo o corpo discente das escolas.

“Conhecer e entender como a distribuição, ou melhor, o fornecimento da energia, da água e da rede de esgoto é realizado em cada lar é de suma importância para a construção da cidadania e de um mundo sustentável, além de fomentar conhecimento e práticas sobre a compostagem que iremos utilizar na nossa tão idealizada horta da escola”, conclui a diretora adjunta.

Publicado por: Bruna Aquino

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.